top of page
  • Foto do escritorTriep

Você sabe o que Freud diz sobre os sentimentos das massas?

Atualizado: 6 de out. de 2022

Segundo site do TSE* temos no Brasil mais de 156 milhões de eleitoras e eleitores. Os grupos que se formam são grandes massas e algumas das características dos seus sentimentos foram pensados por Freud em “Psicologia das massas e análise do Eu”, publicado pela primeira vez em 1921.



Segue um trecho onde podemos observar a relação de seu texto com os dias de hoje. Somos remetidos pela colocação, “imagens que evocam”, ao que costuma acontecer com frequência em muitas das fake news. Outras semelhanças encontradas no texto reforçam sua atualidade e pertinência, pois nos ajuda a entender esses fenômenos e tudo indica que não são apenas coincidências!

Uma boa leitura!


“A massa é extraordinariamente influenciável e crédula, é acrítica, o improvável não existe para ela. Pensa em imagens que evocam umas às outras associativamente, como no indivíduo em estado de livre devaneio, e que não têm sua coincidência com a realidade medida por uma instância razoável. Os sentimentos da massa são sempre muito simples e muito exaltados. Ela não conhece dúvida nem incerteza. Ela vai prontamente a extremos; a suspeita exteriorizada se transforma de imediato em certeza indiscutível, um germe de antipatia se torna um ódio selvagem.

Quem quiser influir sobre ela, não necessita medir logicamente os argumentos; deve pintar com imagens mais fortes, exagerar e sempre repetir a mesma fala.


Como a massa não tem dúvidas quanto ao que é verdadeiro ou falso, e tem consciência da sua enorme força, ela é, ao mesmo tempo, intolerante e crente na autoridade. Ela respeita a força, e deixa-se influenciar apenas moderadamente pela bondade, que para ela é uma espécie de fraqueza. O que exige de seus heróis é fortaleza, até mesmo violência. Quer ser dominada e oprimida, quer temer os seus senhores. No fundo, inteiramente conservadora, tem profunda aversão a todos os progressos e inovações, e ilimitada reverência pela tradição.”





Gustavo Florêncio Fernandes

Psicanalista, membro efetivo do TRIEP


239 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page